quarta-feira, 20 de março de 2013

Segue o que faltava da Apostila de Evangelismo da professora Miss. Regina.


CEFORTE- Centro de Formação Teológica- Polo Macaé
Matéria: Evangelismo – On-Line
Profª Regina da Penha Andrade Veloso- Cel. (22) 98957948

Queridos alunos, estarei neste ano trabalhando com vocês sobre Evangelismo, embora seja uma matéria on-line, espero que vocês aprendam bem e que se empenhem em aplicá-la no dia a dia do ministério que cada um se propôs a realizar nesta tão vasta e gloriosa obra. Estarei sempre à disposição para ajudá-los no que for preciso.


                          EVANGELISMO
   A palavra evangelização provém do grego evaggelizo, que significa: “Anuncio boas novas”. Portanto Evangelizar é levar  o evangelho às pessoas. Evangelho significa “boas noticias”. Evangelizamos quando levamos às pessoas as boas notícias de que Jesus Cristo, o Filho de Deus, as salvará de seus pecados e lhes dará vida eterna. O que é pois evangelização?

                             Evangelização
Ação......................................Apresentar a Cristo
Poder...................................O Espírito Santo
Propósito..............................Que os homens possam confiar em Cristo como
                                             Salvador
Resultados...........................Servir a Cristo como Senhor na fraternidade de sua
                                             Igreja.
Evangelização é a apresentação de Jesus Cristo no poder do Espírito Santo, de tal maneira que os homens possam confiar nEle como Salvador e servi-Lo como Senhor na fraternidade de Sua igreja.

II- AUTORIZAÇÃO PARA EVANGELIZAR
  O grande Deus do Universo, o único verdadeiro, que fez o mundo e tudo quanto nele há, ordenou-nos a levar Sua Palavra a todas as pessoas da terra. Jesus Crist, o Filho de Deus, confiou esta tarefa à igreja. A denominamos- a Grande Comissão. É na Palavra de Deus que temos nossas ordens e autorização. Jesus  transmitiu suas ordens aos seus seguidores em ocasiões, e por isso temos a Grande Comissão em Atos 1:8; Mt 28:18-20 e Mc 16:15,16, cada vez com uma ênfase diferente quanto aos métodos que devemos usar.
   A igreja primitiva foi perseguida quando pregou o evangelho e falou ao povo a respeito de Cristo. Os discípulos foram proibidos de tonar a falar acerca de Jesus, mas eles reconheciam que a Palavra de Deus era de muito maior autoridade que as ordens dos homens.
METODOS BÁSICOS DE EVANGELIZAÇÃO
   A base de todo o trabalho de evangelização da igreja primitiva era o poder do Espírito Santo que vivia neles e por intermédio deles operava. A oração mantinha abertas as vias de comunicação. Deus lhes dava a mensagem para todas as ocasiões e a intrepidez para apresentá-la. Podemos dizer que o método fundamental de evangelização é permitir que Deus opere por nosso intermédio.
    Pregação, ensino e testemunho são os três métodos básicos de evangelização. Na pregação, proclamamos o evangelho, no ensino, explicamos as verdades do evangelho e ajudamos as pessoas a aplicá-las em sua vida, no testemunho, lhes dizemos o que Cristo fez por nós.
A OBRA DE DEUS NA EVANGELIZAÇÃO
    A evangelização começa com Deus. O plano é dele. Ele nos deu em Sua Palavra os modelos a que devemos seguir, e com Seu Espírito Santo nos dá o poder para realizarmos esta obra.
    O plano de Deus para a evangelização é uma parte de seu grande plano de redenção. Antes de criar o mundo ou de formar o homem para ser objeto de seu amor, Deus viu o problema que o pecado acarretaria. Separaria dEle a raça humana e a impossibilitaria de desfrutar a vida feliz e eterna para qual havia sido criado. O pecado teria ser castigado com a morte. O único modo de salvar o pecador seria uma pessoa inocente tomando seu lugar. Desse modo, Deus planejou que Ele mesmo sofreria o castigo que nossos pecados mereciam. Deus Filho, a segunda pessoa da Trindade, assumiria a forma humana e morreria em nosso lugar. Ressurgiria e daria vida eterna a todos quantos o aceitassem como Senhor e Salvador. E Espírito Santo viria habitar neles e lhes daria uma nova natureza. Quebraria o poder do pecado e os faria filhos de Deus. Este é o plano divino da redenção.
    Deus então viu a necessidade de mensageiros para levar as boas novas da redenção ao mundo todo. Que melhores mensageiros poderia haver do que aqueles que experimentaram sua salvação? Eles seriam suas testemunhas. Sua vida seria a prova da autenticidade da salvação, o Salvador os acompanharia, o Espírito Santo operaria por meio deles. Formariam a Igreja do Senhor Jesus Cristo.O plano de Deus para a evangelização é operar através de toda a Igreja para levar todo o evangelho ao mundo inteiro.

O PODER DO AMOR
    O êxito ou o fracasso de qualquer pessoa depende, em grande parte, de suas atitudes e motivações. Isto se aplica também com relação a evangelização. Nossas atitudes podem atrair as pessoas para Deus ou afastá-las dele. O amor atrai. Foi o amor de Jesus que atraiu as multidões para ele. Também foi a revelação do amor de Deus que nos atraiu. O amor sincero é mais poderoso para ganhar almas para Cristo do que nossa melhor capacidade de pregar, ensinar ou testemunhar. O amor tem uma eloquência que lhe é peculiar.
    Nossas atitudes revelam esse amor tão essencial a uma evangelização eficaz. É o amor a Deus e ao próximo. Quanto mais profundo nosso amor a Deus e ao próximo, maior dinamismo revelaremos em nossos métodos. O amor a Deus é a chave que atrairá as pessoas a Cristo. Esse amor nos ajuda, também, a ver-nos da perspectiva correta e a encontrar o lugar que nos cabe no plano de Deus.
O ESPÍRITO SANTO E A PALAVRA
    O Espírito Santo opera por meio da Palavra. Deus elegeu-nos para levar Sua Palavra a outros porque deseja revelar-se a eles através dela. Pensemos em cada cristão como uma lâmpada que se acende para ser usada na evangelização. O Espírito Santo fala ao homem por meio da palavra. Foi Ele quem inspirou os autores humanos para que escrevesse sua mensagem, para eles próprios e para nós, na Bíblia Sagrada. Nossa principal responsabilidade na evangelização é levar a mensagem de Deus aos homens e ajudá-los a ouvir e obedecer à sua voz. O Espírito Santo opera mediante a Palavra pra transformar vidas e converter os pecadores em santos.
Ferramenta da evangelização- para termos uma evangelização dinâmica devemos crer na Palavra de Deus, experimentar seu poder e transmitir sua mensagem. O melhor vendedor é o que está totalmente convencido do valor do produto que vende. A dúvida a respeito da inspiração e aplicabilidade da Bíblia  minam a autoridade espiritual para a pregação
O ESPIRITO SANTO OPERA POR NOSSO INTERMÉDIO
   O Espírito Santo não pera somente por meio da Palavra, mas também por nosso intermédio. Ele nos usa pra proclamarmos o poder Salvador de Jesus ao mundo.
O PODER DA ORAÇÃO
    Ninguém compreende o mistério da oração, mas todos podemos dar graças a Deus por seus efeitos! Por que o Deus Todo-Poderoso deseja que participemos de sua obra? Ele deseja que nós seus filhos, participemos de seus interesses e falemos com Ele o melhor método de executar a tarefa que nos confiou?
    À medida que oramos e louvamos a Deus, o Espírito Santo nos dá o amor e a compaixão essenciais à evangelização dinâmica e eficaz. Louvemos a Deus  pelas almas que queremos ganhar e pelo que Ele vai realizar na vida deles. Merlin Carothers conta-nos de várias mulheres que haviam orado durante anos pela conversão dos esposos. Quando começaram a louvar a Deus por eles, de repente descobriram que seu aumentava. Caíam as barreiras. Logo aquele esposo aceitava a Cristo. Deus opera em nós, opera nos outros e opera nas circunstâncias quando oramos por eles. (Jó 42:10).
    Enquanto oramos, Deus nos ajuda a ver as necessidades dos que nos rodeia; guia-nos àqueles a quem devemos dar testemunho; nos proporciona a coragem de que necessitamos, e nos dirige quanto ao que devemos falar. O Espírito Santo guia-nos e opera através de nós para a Salvação de  almas, e resposta à oração de outros crentes também.

NOSSA MENSAGEM SOBRE O PECADO Rm 6:23
   Precisamos dizer às pessoas o que é o pecado
1-    Enfermidade da alma
2-    Rejeição a Deus
3-    Errar o alvo
 Precisamos mostrar às pessoas sua necessidade
1-    Sua culpa
2-    O perigo

             ENFERMIDADE DA ALMA-= Deus compara o pecado à lepra. As  chagas infeccionadas dos atos pecaminosos são apenas sintomas da enfermidade interior da alma. Não basta curar os sintomas de uma enfermidade. o Grande médico nos apresenta um diagnóstico que exige uma cura radical de nossa natureza pecaminosa. Mc 7:20-23. Muitos daqueles a quem o Senhor lhe enviará não compreendem que são pecadores, porque a enfermidade da alma não se manifestou em ações pecaminosas semelhantes às que ele vê em outras pessoas. É importante que saibam o que Deus diz a respeito do pecado. Eles necessitam da salvação tanto quanto o pecador mais perverso que conheça. Deus descreve o pecado como  uma enfermidade que afeta a cabeça (pensamentos errôneos), o coração (emoções erradas) e os pés (ações erradas. O PECADO COMEÇA EM NOSSOS PENSAMENTOS E SE ESTENDE AOS NOSSOS SENTIMENTOS E AÇÕES Is 1:5,6.
REJEIÇÃO A DEUS- Deus nos fez com uma natureza semelhante à Sua para que possamos ser seus filhos (Gn 1:26,27). Ele nos deu mente, emoções,vontade. Paulo fala do corpo como de um edifício dentro do qual vivemos. Em seu interior se acham os princípios ativos da personalidade: mente, vontade e emoções. O Criador tem o direito de governar sobre sua criação. Considerando que Ele é a fonte de nossa vida, e que satisfaz a todas as nossas necessidades, cabe-lhe por direito o primeiro lugar em nossas vidas. Sendo Ele o centro, podemos desfrutar de todas as coisas maravilhosas que Ele nos preparou. Mas o que acontece, muitos resolvem governar a si mesmos em vez de deixar Deus no governo. Esta rejeição, é rebelião contra ele, é o pecado fundamental do qual procedem todos os demais pecados. O eu pecaminosos arrebata o trono de Deus e levanta barreiras contra ele em cada aspecto de nossa personalidade: 1) a incredulidade com relação a vontade de Deus; 2) a indiferença para com o amor de Deus,e 3) a rebeldia contra sua autoridade. Pecar é rechaçar a Deus. É guardar para nós mesmos o lugar que pertence a Deus em nossa mente, emoções ou vontade.



Queridos alunos, estou enviando para vocês parte da apostila que está sendo elaborada, na semana que vem envio o restante, mas podem começar o trabalho que deverá ser entregue no  06/04.

TRABALHO- O PROPÓSITO DE DEUS NA EVANGELIZAÇÃO
                          - Fale sobre os métodos básicos de evangelização
                          - o poder do amor na obra evangelizadora;
                           - O Espírito Santo e a Palavra;
                            - Como dizer pra alguém que ele é pecador, mostrando o perigo de se manter nessa posição ( Separação, Erro, infortúnio, escravidão, o juízo e a morte)
                          - Como levar a mensagem de Salvação;
                          - Como ajudar as pessoas a aceitarem a Cristo;
                          - como ter uma comunicação eficaz.
Fonte de pesquisa: Livro Plano Mestre de Evangelismo- Robert E. Coleman
                                  Testemunhando sem medo –Bill Bright


Cont. NOSSA MENSAGEM  A RESPEITO DO PECADO
INCREDULIDADE CONTRA A VERDADE
    Quando nos recusamos a crer em algo que Deus nos diz, cometemos o pecado da incredulidade. A mente rejeita a verdade de Deus. Assim começou o pecado da raça humana: Satanás conseguiu que Eva duvidasse da veracidade do que Deus havia dito (Gn 3:1-5). Sabemos que pensamentos errôneos conduzem a emoções erradas e a ações errôneas. Vemos a culminância desse pecado no Calvário, onde os homens rechaçaram a Verdade Encarnada e crucificaram o Filho de Deus (Jo. 1:1-12; 14:6; 3:14-18). Deus nos manda voltar de n ossos pecado e crer no evangelho, as boas novas de salvação em Jesus Cristo.
INDIFERENÇA PARA COM O AMOR DE DEUS
    Deus é amor ( I Jo. 4:8) e deseja que nós, como seus filhos, compartilhemos sua natureza. Criou-nos de tal modo que somente quando amamos e somos amados encontramos satisfação para nossas necessidades emocionais. Assim como Ele é a fonte de toda a verdade, é também a fonte de todo amor verdadeiro. A aceitação de seu amor é a única coisa que pode libertar o homem do egoísmo, das suspeitas, do ressentimento, dos temores, do orgulho, do crime e das guerras. A grande dádiva do amor de Deus ao mundo – o Senhor Jesus Cristo – revelou a profundidade de seu amor por nós.
    Agora Deus deseja entrar e encher cada vida com o seu amor (Rm 5:5). Quando nos sentimos cheios do amor de Deus respondemos-lhe com nossa gratidão e nosso amor. A adoração e o louvor são simplesmente modos de expressar esse amor, essa confiança, essa devoção.
   Através da Bíblia vemos tanto o amor de Deus ao seu povo como sua tristeza pelos indiferentes ao seu amor. Ele se revela como uma pai amoroso que atente a todas as necessidades dos filhos, mas estes filhos ingratos rebelam-se contra ele  ( Is.1:2). Ele se compara a um esposo cuja esposa quebrou os votos matrimoniais e foi atrás de seus amantes; todavia, ele ainda a ama. Redime-a da escravidão e a recebe de novo (Os. 1-3).

REBELDIA CONTRA A AUTORIDADE DIVINA
    Como Criador  e Governador do universo, Deus estabeleceu certas leis naturais, morais e espirituais para benefício de toda a sua criação. Por sua vez, o homem desafiou a autoridade de Deus, rebelou-se contra seu governo e declarou-se independente dele. Deseja governar-se a si próprio e seguir o seu caminho, em vez de ajustar-se ao plano de Deus para sua vida. Este é o pecado da vontade.
    Quando uma pessoa se acha em rebeldia contra Deus ele é lavada a desobedecer-lhe, quebrando as leis que ele proveu para a mente, emoções e para o corpo. Deus ordena a fazer o bem e não o mal. Assim, qualquer mal que fazemos deliberadamente a outras é, também,um pecado contra Deus. (I Jo.3:4; 5:17).



                              

                               O PECADO É DESOBEDIÊNCIA A DEUS
1-    Por não fazermos o                                     2- por fazermos
Que nos foi ordenado                                      o que nos foi proibido

ERRAR O ALVO- Deus nos criou com um propósito: que nós, como seus filhos, possamos amá-Lo, honrá-lo e desfrutar o seu amor para sempre. Cainhar com Deus aqui e depois compartilhar a sua glória eterna é o propósito de nossa existência. Qualquer coisa que nos aparte desse propósito, que nos impeça de alcançar esse alvo, é pecado. A palavra que a Bíblia emprega com maior frequência para falar do pecado refere-se a esta auto separação de Deus. Significa “errar o alvo, não acertá-lo”, e sugere três imagens: uma flecha mal dirigida, um viajante extraviado, e uma peça que não satisfaz à norma estabelecida para ela.

MOSTRAR ÀS PESSOAS SUA NECESSIDADE
1-    Sua culpabilidade- Você já notou que as pessoas mais difíceis de ganhar para Cristo são as que se suficientemente boas tal como são? Podem aceitar que os alcoólatras e os criminosos necessitam ser salvos , mas dizem: “As coisas boas que faço tem maior peso que as más. Já teve alguma vez uma mancha de fuligem, de tinta ou de gordura no rosto, sem saber? Depois você se viu no espelho. A mensagem d espelho mandou-o diretamente a lavar o rosto! Acontece a mesma coisa na convicção do pecado. Contemplamo-nos no espelho da Palavra de Deus. Nela vemos nossa pessoa à luz das normas da santidade de Deus (Tg 1:21-25). O Espírito Santo ajuda-nos a ver aqueles nossos pecados que nem sequer sabíamos existir. Graças a Deus, achamos limpeza em Cristo! Então Ele nos confia a tarefa de apresentar o espelho de sua Palavra a outros, para que possam ver-se tal como são (I Jo. 1:18; Is 64:6, Rm 3:23; Tg 2:10)
2-    Mostrar-lhes o perigo- 1) Separação- o pecado separa de Deus os seres humanos; separa uns dos outros.O homem se separa de Deus por uma ação voluntária. Adão e Eva procuraram se esconder de Deus no Éden. A culpa os fazia evitar um encontro com Deus. Deus também toma parte na separação. Ele expulsou o homem do Éden, mostrando-nos que quando nos afastamos dele, afastamos do lugar da benção e da felicidade (Gn 3:23,24; Is 59:2) A natureza de Deus não lhe permite receber-nos como seus filhos se nos negamos a abandonar o pecado. O pecado impede as pessoas de entrar no céu. O pecado não gera apenas a separação entre o homem e Deus; separa também o homem de seu semelhante. A rejeição da verdade, do amor e da autoridade de Deus deixa o homem vítima de pensamentos errôneos e ações errôneas. 2) Erro- O pecado cega as pessoas para que não vejam a verdade. Faz que elas creiam em toda sorte de erros. Separa-se de Cristo – a luz do mundo – e faz que andem tropeçando na escuridão de suas próprias teorias e falsas filosofia de vida ( Ef. 4:17,18; Mt 15:12-14; Jo 7:17; 8:12; Rm 1:18-32). 3) Infortúnio- O pecado, ao separar o homem do seu Criador, também o priva das bênçãos divinas: paz, alegria, amor, auto realização e verdadeiro contentamento na vida. Os sofrimentos que o mundo experimenta apareceram como consequência do pecado. A rejeição do bem que Deus planejou para nós conduz à perversidade, com suas desastrosas consequências. Por sua vez, o diabo procura arrastar-nos para a perdição. 4) Escravidão- o pecado escraviza, destruindo o poder que sua vítima possuía de resistir à tentação. 5) Juízo- o pecado leva o homem a juízo diante de Deus e o faz réu de morte. A pena que o o pecado merece é a morte. Todo pecador vive sob sentença de morte, condenado a estar separado eternamente de Deus, e esperando o dia de sua execução. 6) Morte- O pecado leva seus prisioneiros a uma morte que ultrapassa aos limites de nossa imaginação: sofrimento eterno, pesar e remorso intermináveis, sem esperança de livramento, separado eternamente de Deus e de todo o bem, encerrados para sempre com a horrenda presença de Satanás e seus demônios (Mt 25:41, Rm 6:23; Ap 20:11-15; 21:8).

NOSSA MENSAGEM DE SALVAÇÃO
1-    O AMOR DE DEUS PAI- Graças a Deus, nossa mensagem não termina com a pregação sobre o pecado e seus efeitos! O paciente necessita de mais que um simples diagóstico de sua enfermidade. Também deve receber o tratamento para sua cura. Por isso, Deus nos envia ao mundo para falarmos de seu amor aos pecadores, de seu desejo de salvá-los, e do que ele preparou para a salvação. Esta é a tarefa da igreja, levar o amor de Deus aos perdidos.
DEUS NÃO DESEJA                                              DEUS DESEJA
Que ninguém se perca        Jo 3:16               que todos tenham a vida eterna
Que ninguém pereça        II Pe 3:9                 que todos se arrependam
A morte do ímpio               Ez 33:11                que se arrependa e vida
                                          I Tm 2:3-6              que todos sejam salvos
                                                                         Que todos conheçam a verdade
    Na evangelização é muito importante que tenhamos fé total nos textos que usamos e os sintamos no íntimo de nosso ser. É bom ensaiar a leitura em voz alta. Leia os textos várias vezes para ter segurança.
2-    SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO- Cristo é a resposta! Por que? Porque Cristo é a resposta ao problema do pecado e a todas as suas terríveis consequências. Ele é a solução de todos os problemas da humanidade.
    Deus nos amou a tal ponto que enviou seu Filho para solucionar nossos problemas e satisfazer a todas as nossas necessidades. O evangelho que pregamos não é mera doutrina: é uma Pessoa, o Senhor Jesus Cristo.
AJUDANDO AS PESSOAS A ACEITAR A CRISTO - Se pudermos identificar o que impede uma pessoa de aceitar a Cristo, será mais fácil ajudá-la. Vejamos cinco das barreiras mais comuns que Satanás põe no caminho das pessoas: 1) uma fé mal dirigida; 2) o pecado nos crentes; 3) os falsos valores; 4) os adiamentos; 5) os temores.
1-    Fé mal dirigida- muitas pessoas buscam segurança em coisas alheias a Cristo. Deus, que fala de si mesmo como um refúgio (Dt 33:27), disse a Isaias (28:14-20) que o povo se refugiado na mentira, falso refúgio que não poderia salvá-lo. As coisas em que confiavam eram demasiado pequeno para cobrir uma pessoa. Pv 14:12 fala do caminho que parece direito, mas conduz à morte. Em Mt 7:24-29, Jesus fala da tragédia da fé mal dirigida.
2-    Pecados nos crentes- é possível que alguma pessoa que você procura ganhar para Cristo tenha dificuldade pelas faltas ou pecados que vê em certos membros das igrejas. Por que pedir que Cristo a salve, se os crentes que ele conhece não são melhores do que ela? Devemos reconhecer que os crentes não são perfeitos, e que Deus se encarrega das faltas de cada um. Deus nos ordena deixar o julgamento com Ele (Mt 7:1-3; Rm 2:1-3). Às vezes é importante informar à pessoa que nem todos os que se dizem crentes não o são na verdade. Deus julgará e repudiará todos os falsos cristãos (Mt 7:21). Satanás usa os hipócritas para conseguir que as pessoas se desagradem com a Igreja e se tornem hostis a Cristo e ao Cristianismo.
3-    Falsos Valores-
 VALORES TEMPORAIS                                                        VALORES ETERNOS
Todo o mundo                     Mc 8:36                                              a alma
Glória dos homens              Jo 12:43                                             glória de Deus
Nada de sofrimento             Rm 8:18-23                                       gloriosa liberdade
Riquezas,honra,poder          Hb 11:24-26                                     Cm Cristo, galardão.

4-    Adiamentos
    Parte da estratégia militar de satanás consiste em retardar a ação. Quando uma pessoa deseja ser salva, satanás procura fazer que espere até mais tarde, e depois mais tarde, até que seja demasiado tarde. Aqueles com os quais você venha a falar podem ter problemas como estes: a) Desejam”desfrutar a vida” agora e aceitar a Cristo mais tarde; b) Estão “ocupados demais” para ir à igreja agora, mas pensam em frequentá-la mais tarde; c) Não compreendem que importância pode ter aceitar a Cristo de imediato.
    Podemos tratar os três primeiros problemas da mesma maneira. Vejamos quatro motivos para não retardar mais o arrependimento.
1)    Prevenção- ninguém sabe o dia de amanhã
2)    Vantagens -. Faça-os pensar nas vantagens e desvantagens de esperar até mais tarde para receber a maravilhosa vida que Cristo lhes oferece;
3)    Perigo- Falar-lhes da incerteza da vida e do perigo que correm ao esperar. Tg 4:13.14; II Co 6:2;
4)    Dificuldade cada vez maior. Quanto mais longo for o tempo que a pessoa passe adiando a salvação, tanto mais difícil é que se salve..
Incentivemos as pessoas a atuar de acordo com a verde que já conhecem. A vida é como uma estrada cheia de curvas. Não temos de ver tudo antes de dar os primeiros passos.sabemos para onde a estrada nos conduz, de modo que colocamos nossa mão na mão de Deus e deixemos que Ele nos guie.

5-    Temores- Deus deseja usá-lo para libertar as pessoas influenciadas por temores que as impedem de aceitar a Cristo. Ele é mais poderoso do que qualquer das coisas que elas temem.
1)    Temor de mudar de Religião;
2)    Temor de perseguição;
3)    Temor do fracasso;
4)    Temor de ser rejeitado.
Mostrar o que se deve fazer
1)    Crer em Jesus – Jo 3:16; At 16:31
2)    Arrepender-se do pecado  At 2:38; 3:19
3)    Pedir perdão I Jo 1:9
4)    Aceitar e agradecer Jo 1:12; Rm 10:9,10
5)    Seguir a Jesus Lc 9:2




   

                              

       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário